Carregando..

Entenda o que é a Síndrome do Pânico e saiba como identificar

Síndrome do Pânico é uma condição associada a crises repentinas de ansiedade aguda, marcadas por muito medo e desespero. Além de estarem associadas a sintomas físicos e emocionais aterrorizantes.

 

A Síndrome do Pânico é um transtorno psicológico em que ocorrem crises repentinas e frequentes de medo extremo e pavor. Estas crises do mesmo modo, provocam sintomas como suor frio e palpitações cardíacas. Além disso, fazem com que o indivíduo não leve uma vida normal, afinal ele tem medo de que as crises voltem. Nesse caso, evitam situações de perigo.

É bem comum situações onde a pessoa passa a ter o transtorno após vivenciar um momento de terror. Temos vários casos relacionados à assaltos e sequestros, em que a maior parte das vítimas passam a ter um certo medo de adentrar em suas casas e de sair nas ruas sozinho. Devido ao grande índice de assaltos no momento de entrada no morador em sua casa, este se torna um dos momentos de mais tensão principalmente para aqueles que já sofrem com a síndrome.

Dessa forma, especialistas relatam que a duração de uma crise de síndrome do pânico depende da sua gravidade, mas normalmente pode durar cerca de 10 minutos, podendo ocorrer a qualquer momento, mesmo durante o sono.

 

Entenda o que é a Síndrome do Pânico e saiba como identificar | Zelo Protege

__________________________________________________________________________________________________

Preparamos um teste para você que já sofreu ou que pode estar sofrendo uma Síndrome de Pânico. Selecione abaixo os seus sintomas:

 

Lembrando que este é apenas um teste e não substitui uma análise médica.

 

        1. Aumento do batimento cardíaco ou palpitações
          Sim
          Não
        2. Dor no peito, com sensação de “aperto”
          Sim
          Não
        3.  Sensação de falta de ar
          Sim
          Não
        4.  Sensação de fraqueza ou desmaio
          Sim
          Não
        5. Formigamento das mãos
          Sim
          Não
        6.  Sensação de terror ou perigo eminente
          Sim
          Não
        7. Sensação de calor e suor frio
          Sim
          Não
        8. Medo de morrer
          Sim
          Não

__________________________________________________________________________________________________

“RESULTADO COM A MAIORIA DOS SINTOMAS:”

É possível que seja uma crise de pânico.

Por isso, o melhor é consultar um psicólogo para fazer sessões de psicoterapia que ajudem a desenvolver formas de lidar com o medo. No entanto, para aliviar rapidamente os sintomas o melhor é sair do local onde se está e ir para um lugar calmo e arejado, fechar os olhos, respirar fundo e ter pensamentos positivos.

 

“RESULTADO COM A MINORIA DOS SINTOMAS:”

Como nenhum dos sintomas citados descreve o seu desconforto, o melhor é consultar um clínico geral para fazer exames e identificar o problema, iniciando o tratamento adequado.

__________________________________________________________________________________________________

É importante lembrar que alguns sintomas podem demorar horas para desaparecer, e que os pacientes com esta síndrome sentem uma sensação de perda de controle sobre si próprio durante o ataque, passando a viver com um medo intenso de terem novas crises. Além disso, eles também costumam evitar frequentar lugares em que já tiverem um ataque de pânico no passado.

 

Entenda o que é a Síndrome do Pânico e saiba como identificar | Zelo Protege

Entenda o que causa a Crise de Pânico

 

Normalmente a crise ocorre após uma experiência negativa vivenciada por alguém,  na maior parte das vezes quando sua vida está em risco. Essas experiências podem se dar desde um trauma em dirigir um carro, andar de avião e até mesmo andar em um elevador.  A intensidade da crise pode ser mensurada pelo nível de gravidade do trauma assim podendo haver algumas exceções.

É comum algumas pessoas terem a experiência de um ataque de pânico na vida e não voltarem mais a apresentar os sintomas e não desenvolverem a síndrome.  Por outro lado é indispensável o acompanhamento com um profissional da área após os primeiros sinais da síndrome.

 

Como diagnosticar e tratar a Síndrome do Pânico

 

A síndrome do pânico é diagnosticada por um psicólogo ou psiquiatra a partir da avaliação dos sintomas apresentados, logo o seu tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos antidepressivos e que diminuem a ansiedade, mas que só devem ser tomados de acordo com orientação médica.

Além disso, também é necessário fazer psicoterapia para que o paciente aprenda diferentes maneiras sobre como pensar e reagir em situações de perigo, ajudando a reduzir a ansiedade e o medo, prevenindo um novo ataque de pânico.

É importante lembrar que a cura desta doença depende da sua gravidade e da dedicação do paciente ao tratamento, havendo pessoas que conseguem se curar totalmente ou controlar com maior facilidade os sintomas da doença. Veja como fazer o tratamento natural da síndrome do pânico.